Área do cliente
03
mar

O que você precisa saber sobre o módulo cronotacógrafo

Você sabe para que serve o cronotacógrafo? Uma das ferramentas mais importantes para a rotina de quem trabalha no setor de transportes, ele é responsável pela captura de uma série de informações sobre a condução de cada veículo, e as suas informações podem ser usadas para a melhoria das rotinas internas de uma empresa ou em processos judiciais.

Quer saber mais sobre o tema? Então continue lendo este post:

O que é o cronotacógrafo

O cronotacógrafo é uma ferramenta composta por um conjunto de instrumentos que vai indicar e registrar, ao mesmo tempo, a velocidade e a distância percorrida por um veículo. Ele também é capaz de capturar, com alta precisão, dados relacionados ao trabalho do caminhoneiro, como:

  • o tempo gasto em paradas;

  • o tempo gasto dirigindo;

  • o tempo total de trabalho.

Todos os registros ficam salvos no disco diagrama. Ele é feito de papel especial e fica inserido no interior do cronotacógrafo. A troca do papel pode ser feita a cada 24 horas ou a cada 7 dias, dependendo do modelo. O disco diário é composto por apenas uma folha, já o semanal é feito com 7 discos interligados.

Cada disco tem uma área reservada para o registro de informações de velocidade, distância percorrida e tempo. No seu centro, também há um espaço que pessoas possam colocar as principais informações sobre o automóvel, tais como:

  • o nome do condutor;

  • o modelo e a identificação do veículo;

  • a data de início do percurso;

  • o local de início e de fim do percurso;

  • o início e o fim da indicação do hodômetro;

  • o número da portaria de aprovação de modelo do disco.

As informações como a marca ou o nome do fabricante, a velocidade máxima de registro, o código de aprovação de modelo e os números relacionados às portarias de cronotacógrafos também devem estar presentes.

As obrigações de quem usa o cronotacógrafo

Desde 1997, o Código de Trânsito Brasileiro obriga veículos de transporte a utilizarem o cronotacógrafo. Seja o automóvel usado para o transporte de cargas com peso bruto superior a 4.536 quilos ou capaz de transportar mais de 10 passageiros ele deve fazer uso do instrumento

Em 2009, a lei também passou a exigir que cada equipamento fosse vistoriado pelo Inmetro regularmente. A inspeção é feita a cada 2 anos e resulta na emissão de um certificado de qualidade que é utilizado nas fiscalizações de trânsito e na renovação da licença de trabalho do motorista.

Desde 2012, todos os cronotacógrafos devem passar por inspeção e lacração das peças. As verificações do dispositivo e os processos de segurança são feitos por profissionais especializados, que tentam encontrar falhas e adulterações. Isso garante a integridade dos registros de cada aparelho.

Esse cuidado ocorre pois as informações armazenadas no aparelho podem ser utilizadas em qualquer tipo de ação jurídica, como processos de acidentes de trânsito ou denúncias de má condução do caminhão. Além disso, a certificação do equipamento pode ser exigida em qualquer fiscalização e a sua ausência pode resultar em punições para a companhia e para o motorista que vão da multa até a apreensão do veículo.

Diante disso, é fundamental garantir o correto funcionamento do cronotacógrafo. Os testes e a selagem do aparelho podem ser feitos apenas em locais autorizados (conhecidos como Oficina de Selagem, Posto de Ensaio ou Posto de Selagem).

Como o cronotacógrafo torna as empresas mais eficientes

Toda empresa do setor de transportes procura tornar a sua frota mais eficiente. Com o cronotacógrafo, o número de acidentes será reduzido, e as fraudes, os abusos e as outras atividades que podem colocar a vida do condutor em risco serão detectadas mais facilmente.

Uma vez que o gestor tem tais dados em mão, ele poderá criar programas para a otimização dos serviços da empresa. Normas, treinamentos e outras políticas poderão ser adotadas para que as rotinas operacionais passem a ser mais eficientes.

O cronotacógrafo é um instrumento indispensável para quem trabalha no setor de transporte de cargas e pessoas. A sua ausência ou o uso do aparelho dentro das normas legais pode expor a empresa e os seus consumidores a riscos graves.

E você, como faz para garantir a sua segurança na estrada? Compartilhe conosco a sua rotina de segurança!

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá.
Lembre-se que o comentário é de inteira resposabilidade do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

CONTATO

  • Cascavel - Paraná
    Rua Minas Gerais, 1097 - Centro
  • (45) 3301-5050
  • comercial@tecinco.com.br

TRABALHE CONOSCO

  • ASSOCIADOS

  • CONHEÇA OUTROS PRODUTOS

  • PROJETOS SOCIAIS

REDES SOCIAIS

Agência de Publicidade e Criação de Sites Ícone Cascavel