Cascavel: (45) 3301-5050 comercial@tecinco.com.br /
26
out

Metas: conheça o poder de estabelecê-las na vida – Parte II

No último post falamos sobre o quanto uma meta precisa ser clara e específica, e que não deve sofrer alterações.

Leitura recomendada: Metas: conheça o poder de estabelecê-las na vida – Parte I

“Uma meta é entalhada em pedra, e os planos desenhados em areia”.

Mas essas não são as únicas características necessárias para uma meta realmente capaz de motivar o líder e a equipe a buscá-la.

Seguem algumas outras dicas:

Metas precisam ser realistas
Um líder não é um líder sem uma visão de uma realidade melhor, mas quando o assunto é estabelecer metas, isso as vezes é levado longe demais.

Uma cosia é pensar grande e em um futuro melhor, e tudo bem se essa visão parecer louca demais para qualquer outra pessoa que não o líder.

Mas o jeito certo de se estabelecer metas é quebrar esse futuro gigantesco em passos menores, alcançáveis.

Se a meta estiver muito além do que a equipe é capaz de entregar, a equipe ficará desmotivada muito rapidamente.

Metas precisam ser realistas o suficiente para que o time acredite nela e fique energizado o suficiente para fazer tudo o que é necessário para alcançá-la.

Metas precisam ser motivadoras
Se por um lado a meta precisa ser realista, por outro lado ela precisa ser desafiadora, de maneira a inspirar o time a dar sempre o seu melhor.

É necessário que a meta cause desconforto, juntamente com aquele ímpeto de uma melhor performance.

A melhor maneira de se estabelecer uma meta é garantir que ela esteja entre o “grande demais” e o “fácil demais”.

O time precisa acreditar que pode alcançar a meta ao mesmo tempo em que se sintam desconfortáveis com o aumento do nível de performance necessário para atingí-la.

Metas precisam aparecer o tempo todo
O time deve desenvolver métodos sistemáticos de ser lembrado constantemente de sua meta.

Isso pode ser feito espalhando post-its em casa, no carro, na sua mesa de trabalho, despertadores de celular, etc.

Lembrar-se constantemente da meta fará com que se coloque mais esforços em alcançá-la.

Um grande líder sabe como “pressionar” seu time – e a si mesmo – a lembrar de sua meta e focar seus esforços em buscá-la, sem se tornar um assédio.

Metas devem ter um prazo específico

Uma vez que o líder estabeleceu uma meta, a escreveu, se comprometeu com ela, determinou como mensurá-la, teve certeza de que ela é realista e motivacional e desenvolveu métodos de tornar essa meta visível constantemente, é crucial que seja também estabelecido um prazo-limite para essa meta.

Se uma meta é estabelecida sem prazo, ela nada mais é do que um simples desejo ou fantasia.

Um prazo dá a pressão final ao líder e à sua equipe, como um temporizador se aproximando cada vez mais do 0.

Essa sensação de urgência é necessária para se evite aquele ditado “quando tudo já está dito e feito, será que você disse mais do que fez?”.

É uma característica intrinsecamente humana: quantas vezes reclamamos daquele emprego chato, daquela mania ruim, dos quilos à mais, e nunca fizemos nada para que a situação efetivamente mude?

Metas devem ser sempre uma verdadeira corrida contra o relógio. A pressão do relógio sempre tira o melhor de nós.

Uma das principais ferramentas para controlar indicadores são os dashboards.

Agora você já está pronto para estabelecer metas que levarão sua empresa ao lugar em que você sempre almejou. Bons negócios!

Fonte: Gumga

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá.
Lembre-se que o comentário é de inteira resposabilidade do autor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CONTATO

  • Rua Minas Gerais, 1097 - Centro - CEP: 85.812-030 - Cascavel/PR (Sede)
  • (45) 3301-5050
  • comercial@tecinco.com.br
  • SELOS E PARCEIROS
  • CONHEÇA OUTROS PRODUTOS
  • PROJETOS SOCIAIS
Desenvolvido por Enjoy Publicidade
    Redes Sociais:
í
Agência de Publicidade e Criação de Sites Ícone Cascavel